Fábrica Gamer – Abrindo as suas Portas


Olá, pessoal. Esta é o primeiro texto da coluna Fábrica Gamer. Aqui eu pretendo falar um pouco mais sobre a indústria de desenvolvimento de games, com foco em informar, você, leitor que tem interesse em entrar para essa área, mas não tem noção de como são as coisas ou até mesmo possa ter noção de que é um mundo surreal e inalcançável.

Como essa é a primeira coluna, vou falar brevemente de como é esse meio, para dar uma breve noção. Normalmente as pessoas imaginam que empresas de desenvolvimento de games devem ser cheias de profissionais trabalhando devido aos créditos dos games atuais. Realmente, os gigantes do mundo dos games, como Nintendo, Sony, Capcom, entre outras, fazem produções cinematográficas em seus jogos, o que envolve muitas pessoas. Mas aqui no Brasil existem empresas em que a equipe de produção não passa de meia dúzia de pessoas, desmistificando toda essa imagem.

Muitos podem não ter noção da existência dessas empresas. Atualmente as empresas do Brasil seguem bem o padrão de empresas de menor porte e focam seu desenvolvimento para dispositivos como telefones celulares e smart phones. Há também aquelas que prestam serviço para outras desenvolvedoras maiores, inclusive de fora do país. Claro que não temos empresas grandes de nome como muitas que temos no exterior. Esse conhecimento acaba ficando só na região onde elas estão localizadas ou com profissionais da área.

Sendo assim, aqueles que têm a ideia de juntar uns amigos e abrir uma empresa de desenvolvimento de games, isso é um sonho que pode se tornar uma realidade. Muitas empresas que existem hoje surgiram assim.

Importante frisar que não basta simplesmente ter a vontade de criar uma empresa de desenvolvimento de games. Para isso é necessário ter duas coisas: pessoas capacitadas para executar as tarefas necessárias para este fim e um mínimo de capital inicial para abrir uma empresa, algo um pouco custoso no país.
Nesta coluna eu vou dar dicas e explicar um pouco mais sobre o que é preciso para ser um desenvolvedor. Como funciona o mercado, quais os tipos de conhecimento para ter uma qualificação adequada, curiosidades, onde se podem achar cursos para a qualificação.

Compartilhe a Cidade

Comments

comments

  • Muito boa a coluna! Estou estudando desenvolvimento de jogos na faculdade UDF e o mercado é isso mesmo que você falou. ficarei acompanhando as informações aqui no site. Flw

    • Diego Santos

      Obrigado, Philippe. Fico contente que tenha gostado. Aguarde que nas próximas semanas voltarei com mais informações interessante.

      E não deixe de acompanhar as outras atrações da nossa cidade.

  • MickaelSM

    Faço faculdade de Tecnologia em Jogos Digitais na Unicsul. Muito bom que tenha essa coluna dedicada ao desenvolvimento de jogos, pois cada vez mais precisamos de brasileiros discutindo o assunto profissionalmente. Por enquanto, é como você falou: no Brasil, a indústria é mais voltada ao pequeno porte e não se pode comparar com as indústrias estrangeiras, que há décadas estão evoluindo.

    • Diego Santos

      Sempre fico feliz em descobrir mais pessoas que façam alguma formação na área de desenvolvimento de Jogos Digitais.
      A coluna foi criada exatamente com o objetivo de criarmos a discussão do assunto, pois realmente precisamos ampliar essa discussão.

  • çuiz

    Diego
    vc é o cara!
    preciso de ajuda,urgente!
    estou p/enviar meu primeiro jogo p/ itunes(app store) e o primeiro passo é fazer a inscrição,e eles aceitam pessoa física ou empresa.
    eu preciso transformar o meu site( o do jogo ) em empresa,mas não sei qual tipo empresa "p/este caso",como e onde e com quem fazer.
    ou seja,sou um game designer q tem 2 ou 3 jogos prontos,"feitos em casa c/meu netbook",estou p/lançar o primeiro e preciso abrir empresa.
    eu preciso da ajuda de vocês!

  • CIBELE ARSENIO

    DIEGO EU TAMBÉM PRECISAVA DE UMA ORIENTAÇÃO, TAMBÉM TENHO UM JOGO  DE TABULEIRO, RSR MAS A HISTORIA DA PUBLICAÇAO É MUITO LOUCA,AGORA EU QUERO REALMENTE PUBLICAR MEU JOGO E NO BRASIL É DIFICIL, MUITAS FABRICANTES NAO PEGAM JOGOS DE TERCEIRO PQ JA TEM GENTE CONTRATADA PRA CRIAR, A GROW POR EX, DEIXOU DE ACEITAR JOGOS DE TERCEIROS PQ SEGUNDO ELA, RECEBIAM MAIS DE 500 JOGOS NO ANO E NAO ESTAVAM ACHANDO TEMPO PARA ESTUDÁ-LOS E VER POSSIBILIDADES… ENFIM, CONTACTEI A HASBRO NO BRASIL QUE ME ENVIOU COMUNICAÇAO COM A HASBRO NOS USA E ELES, ATÉ ACEITARIAM MAS, PARARAM DE RECEBER JOGOS DAS PESSOAS PQ UM DIA ALGUÉM OS PROCESSOU POR TEREM ROUBADO UM JOGO DELES, ISSO FICOU RUIM PRA FIRMA, ENTAO ELES ME PASSARAM UMA LISTA COM 14 EMPRESAS QUE ACEITAM JOGOS INVENTADOS POR POPULARES E CONTACTEI E RECEBI RESPOSTA DE 8. O ENGRAÇADO E QUE DE INGLES NAO ENTENDO NADA KKKK, TIVE QUE ESCREVER TODAS AS CARTAS NO GOOGLE TRADUTOR E ENVIÁ-LAS, E ELES FORAM TAO RECEPTIVEIS E EDUCADOS QUE ATE PORCENTAGEM DE FATURAMENTO ELES PASSARAM, O QUE O FABRICANTE GANHA, O AUTOR, SE O JOGO FOR COM PERSONAGENS CONHECIDOS, É X POR CAUSA DO USO DE IMAGENS QUE TEM QUE PAGAR E SE FOR INÉDITO É XX, MAS O JOGO TEM QUE SER MUITO DIFERENCIADO PRA SAIR DA MESMICE DE MUITOS JOGOS, ENFIM, APESAR DE EU TER CERTEZA QUE OS AMERICANOS  ESTAVAM COM BOA INTENSAO DE PARCERIA, TIVE MEDO JUSTAMENTE POR EU ESTAR AQUI NO BRASIL E NAO SABER FALAR O INGLES. ELES SÃO MUITO ORGANIZADOS… ENFIM, O JOGO É BOM, JA BRINQUEI COM ALGUNS AMIGOS PRA TESTAR A APROVAÇÃO E TODOS FORAM UNANIMES NO APROVADO, AGORA SO ESTOU ” A ESPERA DE UM MILAGRE ” RSRS   PODE ME AJUDAR? EU ATE MOSTRO O JOGO… SO PRECISO DE QUE ALGUEM, SE INTERESSE