Fábrica Gamer – O Game Design

O Game Design
Game Design

Esse é com certeza um tema que será visto por quem se interessar pela área de desenvolvimento de games. Mas o quê seria o Game Design? Bom, basicamente pode- se dizer que é a área que engloba, entre outras coisas, o level design, a criação de sons e o game design! Você deve estar se perguntando agora “Como assim Game Design engloba game design?”. Eu vou explicar. Antes vamos definir que o Game Design que engloba essas várias áreas é o Global (ou GDG) e o outro game design será o específico (ou gde).

O game design específico trata basicamente de criar os personagens e suas características, inimigos e seus atributos e também cenários e suas características. Basicamente tudo o que você vê na tela de um game, foi pensado pelo game designer, inclusive a jogabilidade e interação dos objetos que estão na tela de jogo. Porém embora seja o game designer que pense nisso, quem junta tudo isso é o level designer.

 

O level designer, embora muitos possam pensar que faz apenas o level, ou seja, a fase, os cenários, ele faz mais que isso. Todos os elementos, desde cenário, fase, personagens, inimigos, NPC (personagens não jogáveis) são combinados através do level design. Um bom profissional dessa área é aquele que consegue pegar o trabalho feito pelo game designer e consegue juntar esses elementos da forma que foram imaginadas, criando interações interessantes e envolventes para os jogadores que irão jogar aquele game. Um exemplo dado pelo meu professor, Fernando D’Andrea, seria em God of War, onde o game designer fez uma inimiga medusa que pode petrificar o personagem do jogador. Há também outro inimigo voador que pode usar um ataque e destruir o personagem petrificado, matando-o instantaneamente. Um bom level designer observará isso e fará situações onde esses inimigos estão juntos e tentará usar essa estratégia contra o jogar.

Criador do Super Mario e Zelda

Tudo isso é está dentro do GDG. E normalmente em cursos, quando se falar em game design, se estará falando sobre esse maior e cada uma de suas áreas será vista em aulas. Acho importante explicar isso, pois isso pode gerar confusão para aqueles que estão adentrando no mundo de desenvolvimento de jogos.

 

Em empresas grandes, como Sony e Nintendo, temos o papel do game designer específico. Ele (ou eles, pois pode existir mais de um profissional do tipo em um único game) é o responsável por então criar os objetos do game e suas características, dizendo o que eles fazem ou não fazem. Porém em empresas pequenas, como no Brasil, normalmente acaba sendo inviável ter uma pessoa fazendo apenas isso. Então acontece o que chamamos de sobreposição de função, ou seja, uma pessoa executando mais de um papal no projeto do jogo. Neste caso, o game designer pode acabar sendo responsável pelo design global, fazendo então a criação de elementos do jogo, mas também os juntando como um level designer, criando a trilha sonora e efeitos especiais do game, entre outras coisas.

Criador do Sim City e The Sims

Espero ter esclarecido um pouco dessa área do jogo. Em outra matéria, falarei um pouco mais sobre outras áreas do desenvolvimento de games.

Compartilhe a Cidade

Comments

comments

  • canaldelpedro

    muito bom, curti

    • Diego Santos

      Obrigado. Aguarde pelos próximos textos saídos aqui da Fábrica Gamer.

      • _PepeGonzalez

        Estou Ansioso! Tamos Mandando Bala! Gostei D+ 😀

  • MickaelSM

    Ótima explicação. Vale lembrar que as funções dependem de empresa para empresa. Em grandes empresas, as áreas de game design são mais segmentadas, enquanto nas pequenas, às vezes há apenas um ou dois game designers para todo o jogo. Uma ótima obra (minha bíblia!) sobre design de jogos é Game Design: Theory & Practice, de Richard Rouse III, que, infelizmente, só importando.

  • Ikaro

    V > Revisor ortográfico.

    Mas o conteúdo ficou muito bom.