Entrevista produtor executivo aquiris

Fábrica Gamer – Produtor Executivo

Sejam bem-vindos mais uma vez à Fábrica Gamer. Essa semana eu trago um assunto novo para apresentar, que é o cargo de produtor executivo. Mas ao invés de falar da profissão, trago aqui o Rafael Rodrigues. Produtor executivo da Aquiris há 3 anos, ele já trabalha no mercado de entretenimento há 7. Já produziu mais de 20 jogos e projetos para empresas como Cartoon Network, Warner Bros, Coca-Cola, Rede Globo e Unilever. Acompanhem agora a entrevista que fizemos:

 

Cidade Gamer: Como você chegou ao cargo de produtor executivo?

Rafael Rodrigues: Primeiro por ter uma relação pessoa com dois dos sócios da empresa, e segundo pela necessidade que a empresa sentiu de ter alguém para “organizar” a empresa como um todo: processos, contatos com clientes, pauta, prioridades, etc. Ao chegar na empresa não tinha uma função específica, mas uma vez que todas essas funções ficaram sob meu controle e comparando com a indústria mais experiente, chegamos a conclusão que eu exercia a função de um produtor executivo. E tem sido assim pelos últimos 3 anos.

 

CG: Que atividades você exerce como produtor executivo? De onde veio o conhecimento para fazer esse trabalho?

RR: Nessa função cada dia é diferente do anterior. Não existe uma pauta ou uma lista de tarefas, a não ser a que eu mesmo crio. Ao mesmo tempo em que não existe uma rotina é preciso muito entendimento de tudo o que está acontecendo na empresa para resolver problemas e achar as melhores soluções para os projetos e para a empresa como um todo. Para essa função não existe um conhecimento específico e sim geral. É preciso entender dos processos de desenvolvimento como um todo, noção de prioridades e as melhores maneiras pra lidar com pessoas.

Entrevista produtor executivo aquiris
Clique na imagem para ampliar

CG: Outra dúvida: Para se fazer um novo projeto, quando tempo em média você trabalha junto ao cliente antes de assinarem o contrato e o projeto começar?

RR: Cada caso é um caso, então fica muito difícil de definir. Um contrato pode ser assinado em uma, duas semanas e algumas vezes em dois meses de negociação. E isso depende muito das variáveis envolvidas.

 

CG: Quanto tempo em média leva os projetos dos games desenvolvidos?

RR: De novo aquela resposta genérica: depende. Em caso de games para publicidade, eles variam de um a três meses de produção. Outros games, mais complexos e elaborados podem chegar até a um ano de produção ou mais.

 

CG: Quais as principais diferenças entre trabalhar como produtor e como produtor executivo?

RR: Um produtor deve lidar mais com o dia-a-dia dos projetos, fazendo acompanhamento com a equipe e dando suporte para a produção. Já um produtor executivo tem também essa responsabilidade, mas num nível um pouco mais gerencial. Isso acontece por que seu envolvimento em várias outras áreas estratégicas são necessárias, como as estratégias da empresa.

Produtor Executivo da aQuiris
Clique na imagem para ampliar

CG: Por favor, deixe uma dica para nossos leitores que querem começar a trabalhar com desenvolvimento de jogos.

RR: A dica que eu sempre faço é: Sonhe grande, pense pequeno e erre pequeno. Aí você aprende a fazer grande errando pequeno. Processos curtos e de rápido desenvolvimento irá ensinar a você todo o processo e dar experiência para o próximo projeto. Projetos completos, do início ao fim, é uma prova de capacidade e força de vontade.

Compartilhe a Cidade

Post Author: Cidade Gamer

Sua Morada Pixelada, podcasts de games, vídeos, colunas, matérias textos, notícias e muito bom humor!