Museu Gamer – Shadow Dancer

Lançado pela SEGA para arcades em 1989, Shadow Dancer foi o segundo jogo da série Shinobi, que havia estreado, também nos arcades, dois anos antes. A jogabilidade básica do jogo consiste em coletar bombas relógio deixadas pelos terroristas ao longo do estágio e no final de cada área enfrentar o seu respectivo chefe.

Nem é preciso muito tempo para perceber o quanto bizarra é esta capa.

 

O protagonista de Shadow Dancer é Hayate, filho de Joe Musashi (protagonista do primeiro jogo), mas diferentemente de seu pai, Hayate não luta sozinho, ele possui a companhia de seu cão, Yamato. Com a adição do animal foi implementada uma jogabilidade bem diferente dos tradicionais side scrolling, em Shadow Dancer é possível fazer com que o cão ataque os inimigos e enquanto isto acontece e enquanto o inimigo se defende dos ataques caninos, o ninja possui a oportunidade de matá-los sem a preocupação de sofrer qualquer dano. Esta jogabilidade foi implementada de uma maneira bem simples e natural durante no jogo. Para “ativar” o ataque canino, basta o ninja se abaixar e no momento em que o cão latir, o jogador deve apertar o botão de ataque, simples assim. É claro que se o ninja demorar muito para matar seu inimigo, o cão acaba sendo vencido na briga e saindo ficando ferido do confronto, ele diminui de tamanho e fica impossibilitado de ser utilizado durante alguns minutos. É importante ressaltar que o cachorro não aparece nas batalhas com os chefes de estágio. Além de Hayate, o ninja também dispõe de um arsenal de infinitas shurikens, que são atiradas a distância e uma espada que é utilizada quando o inimigo esta próximo. Também estão disponíveis magias, que matam todos os inimigos da tela, mas que podem ser utilizadas somente uma vez em cada fase.

 

 

Como ocorreu com vários jogos da SEGA, Shadow Dancer também recebeu port para inúmeros consoles domésticos, todos eles foram bastante similares ao original de arcade, somente um destes ports foi diferente, a versão de Mega Drive. Nela todo o visual do jogo foi alterado, além de o jogador não precisar coletar bombas relógio e sim crianças sequestradas (similar ao Shinobi original), mas alguns detalhes importantes se mantiveram, como a locação (Nova York) e o ninja ter um cão como ajudante. Outro detalhe, é que não se sabe ao certo quem é protagonista deste jogo, já que o manual lançado no Japão fala-se em Hayate (igual ao arcade), já o manual americano fala que o protagonista é o próprio Joe Musashi (protagonista do primeiro Shinobi). Mesmo com todas estas alterações, esta versão é altamente recomendada.

A esquerda versão Arcade, a direita versão Mega Drive

 

É por isso e muito outros detalhes, que Shadow Dancer se tornou um clássico da SEGA e não importa o quanto você o ache velho ou antiquado, ele deve ser jogado.

Post Author: Vinicius Maciel

Joga video game desde a época que a palavra "ergonomia" não existia no dicionário dos designers de joystick !