Jogos de Verão

Eu joguei, eu lembro: Jogos de Verão

Jogos de Verão
Meus irmãos, primos e eu ficávamos jogando bola no quintal da casa da minha avó, tomando cuidado para não sermos mordidos pelo cachorro e não deixarmos a bola ir para a rua. Contudo, também fazíamos uma grande farra com o Master System por causa de um jogo em especifico: California Games.

Caixa de jogo de Master System - California Games

Esse é o tipo de jogo que todos adoram, pois além de criar uma disputaamigável,existe a possibilidade de um grande número de personagens (normalmente eram 5 ou 6 participantes), nos quais colocávamos apelidos bestas só para tirar sarro uns dos outros e rir quando o outro fazia uma manobra besta. O jogo tinha os seguintes esportes: Skate, Patins, Embaixadinha, Bicicleta, Frisbee e Surf

O primeiro esporte era o Skate e nesse todo mundo conseguia ir bem, fazendo as manobras mais simples e algumas vezes as mais complicadas. O esporte seguinte era a Embaixadinha, no qual se ganhava pontos de acordo com a dificuldade dos movimentos, e às vezes tínhamos até de correr de lado ou virar de costas.

Podemos dizer que o Skate e a Embaixadinha eram as provas em que todo mundo tentava fazer uma ótima pontuação, porque nas seguintes começava a ficar muito complicado, até mesmo com o risco de morte.

O surf era um inferno, na minha opinião; você tinha que fazer manobras e se preocupar com 3 detalhes: Se fosse muito para cima, caía para fora do mar (literalmente), muito abaixo, acabava afundado (com direito a tubarão feliz da vida passando logo em seguida) e se não for rápido, a onda te pega. Como falei antes, um inferno.

Depois era a vez dos Patins, prova na qual TUDO era obstáculo, desde pequenas rachaduras na calçada até um sorvete. A maioria das manobras era baseada no pulo, o que piorava a situação, uma vez que não se sabia onde a personagem iria cair logo em seguida.

Na Bicicleta era muito complicado fazer manobras. Qualquer erro resultava num pescoço quebrado, até mesmo no final da pista.

O último era o Frisbee, esporte no qual tínhamos que jogar o disco para um amigo. Se ele pegasse, era ponto; se caísse no chão, você não ganhava nada, apenas um simples epílogo de tormentos que ficavam na sua alma até que você superasse o trauma, ou, para sempre.

Atualmente, seria muito difícil reunir um pessoal para jogar California Games, sempre com alguém esperando acabar a vez do outro. Entretanto, numa época em que o melhor era ver os outros jogarem para elogiar, xingar (por terem ido melhor que você) ou zoar, ele conseguiu cumprir o seu papel com perfeição.

Post Author: Cidade Gamer

Sua Morada Pixelada, podcasts de games, vídeos, colunas, matérias textos, notícias e muito bom humor!