Sua Morada Pixelada

Resenha: Dragon Ball Xenoverse

Resenha: Dragon Ball Xenoverse

Por Carlos Vivacqua

Já estou devendo essa resenha há um bom tempo, mas ocorreram dois fatores que devem ser levados em consideração, em primeiro lugar, eu não consegui parar de jogar Dragon Ball Xenoverse e depois que consegui, abrir a opção de fazer mais personagens e então comecei de novo. É um mix de looting de um MMO com a melhora efetiva do tempo investido e um deslumbre visual no território de Dragon Ball.

O Jogo é Bom?

Sim

Por que o Jogo é Bom?

Eu estaria mentindo se dissesse que qualquer um pode apreciar este jogo, ele é sim um jogo conciso de luta, e realmente tem muito a oferecer e se manter atualizado, mas não é pra qualquer um, é para fãs de Dragon Ball, e que bom que somos muitos. A minha experiência com Xenoverse foi positiva em maneiras que achei que não precisavam ser supridas.

Dragon Ball Xenoverse: Escolha a sua Origem
Dragon Ball Xenoverse: Escolha a sua Origem

Ao entrar no mundo de Drabon Ball Xenoverse a primeira coisa que você irá se deparar é com a criação de personagens, nele você poderá escolher entre sayajins, namekuseijins, terráqueos, Buus, ou mesmo da raça do Freeza, cada raça vem com seus pros e contras, seja a habilidade de se transformar, ou a possibilidade de ter mais de um ataque especial máximo dentre outros pequenos detalhes que pode mudar como você encara as lutas.

Com o seu Guerreiro Z pronto, você agora se depara com a trama principal, onde seres estão invervindo com a linha do tempo de Dragon Ball e alterando momentos importantes das sagas, mudando assim a história, um exemplo que temos é Raditz conseguir escapar de Goku e não morrendo para o golpe de Picolo, fazendo assim com que só Goku morra, e Raditz vença a batalha, a história principal do jogo lida com esses momentos, onde você é enviado para garantir que as sagas ocorram como deveriam.

Após isso, você irá parar em um hub principal, que se trata de uma mini cidadela no espaço/tempo onde você anda e seleciona missões paralelas para fazer além da principal, o elemento de MMORPG do jogo vem daí, cada missão paralela tem uma chance de recompensar o seu guerreiro com um item, seja ele roupas, técnicas, dinheiro, itens de consumo e até personagens. Além disso, no HUB é possível se equipar com roupas e visuais de toda a série Drabon Ball (do princípio de tudo até GT e filmes), comprar técnicas e itens para usar no campo de batalha.

Por que devo jogar o jogo?

O jogo pode ser até curto se você for muito, mas muito bom, ou se estiver jogando pela segunda vez, mas não se engane, em Xenoverse seu objetivo é o mesmo que Goku, se tornar mais forte pra vencer os desafios, e aí entra os elementos MMORPG. Após o término de cada missão no modo história, cinco missões paralelas aparecem para serem jogadas, sozinha ou online, e é aí que começa o grinding, ou aquela noção de ter que subir de nível.

Dragon Ball Xenoverse: Prefeito Super Sayajin Vivacqua
Dragon Ball Xenoverse: Prefeito Super Sayajin Vivacqua

Cada missão parelela tem uma lista de drops que podem variar de itens, roupas, golpes e habilidades, e cada uma tem sua chance de cair e não será fácil. Um exemplo, para se tornar super sayajin a primeira vez você tem que torcer pra habilidade estar a venda, e você ter dinheiro para comprá-la, ou você tem que jogar a mesma missão até que você ganhe essa habilidade no drop. E aí novamente temos o elemento MMORPG, cada partida te dá XP que sobe seu personagem de nível dando pontos para melhorá-lo, então há uma chance de quando você conseguir o drop que precisa, você estar melhor e mais habilidoso com seu personagem.

Você pode também escolher qual personagem do universo Drabon Ball irá te treinar, e isso pode ser desde o Sr. Satan até mesmo o próprio Goku, dando a você as habilidades icônicas de cada um dos personagens da série ao consluir o treinamento. Além disso, o jogo conta também com segredos e um modo online bem completo, em muitos momentos eu não consegui cumprir a missão paralela ou avançar na história, eu consegui treinar e cumprir as missões com ajuda de jogadores aleatórios online.

Dragon Ball Xenoverse tela de seleção de personagens
Dragon Ball Xenoverse tela de seleção de personagens

Além disso, nas missões paralelas é possível jogar com os personagens que você desbloqueia no modo história, ou jogar com seu guerreiro, de qualquer forma, ambos geram pontos de experiência que melhoram atributos do seu personagem. Um outro ponto importante, só é possível criar um novo personagem ao concluir o modo história do jogo, mas após isso você continua com o dinheiro e grande parte dos itens que abriu com seu guerreiro inicial.

Resenha Pontos Negativos e lado ruim do jogo

Algumas falhas que podem diminuir a empolgação de qualquer fã desse jogo estão presentes. Infelizmente o jogo não está dublado, e provavelmente o trabalho para tal, com a quantidade de personagens, golpes e elementos extras poderia comprometer o tempo e a janela de lançamento do mesmo, mas o problema com a localização não é só esse.

É um trabalho primoroso em alguns aspectos de adaptar anos de sagas de uma obra em um só jogo, mas sempre vai existir o ruído no canal de comunicação, e a provável divisão de equipes comprometeu, mas não de maneira drástica o Dragon Ball Xenoverse, detalhes como o guerreiro Cell ter somente no Lobby de missões seu nome trocado por Célula e a palavra Onda aparecer no lugar de Acenar no menu de interação são um dos poucos detalhes que não comprometem mas chamam atenção no jogo.

Um outro fator é o sistema online, recebemos a cópia do jogo da Namco/Bandai no dia do lançamento e soltamos aqui com atraso a resenha, mas foi esse o momento mais estável que encontramos do jogo, o Online parece offline de tão fluído que é o Gameplay e raramente tivemos problema na terceira vez que jogamos o jogo, mas no começo, as quedas de servidor impossibilitavam até o avanço, e somando com a dificuldade do jogo em vários momentos, pedir ajuda online para terminar missões pareceu um grito para ninguém ouvir.

 

Nota Resenha Dragon Ball Xenoverse

 

[box]

Ficha Técnica


Dragon Ball Xenoverse

Gênero: Luta

Desenvolvedora: Namco/Bandai

Disponível para: PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 3, Xbox 360, Microsoft Windows

[/box]

Criado em um laboratório por motivos de puro luxo e inveja, Vivacqua tornou-se o inventor da internet e em seguida da primeira máquina do tempo.

Compartilhe a Cidade

Comments

comments

%d blogueiros gostam disto: