Resenha: Last Day of June

Resenha: Last Day of June

30 de abril de 2018 0 Por Thais de Paula

Mesmo que aborde um tema muito triste, Last Day of June é um jogo colorido e com um cenário muito rico de detalhes e cores.

Seu enredo aborda nossa dificuldade de aceitar a morte e a enorme dor que isso pode causar.

O protagonista deste jogo vivencia repetidamente o dia do falecimento de sua esposa, mas sobre a perspectiva de pessoas e animais que passaram por esse momento junto ao casal.

O jogador pode tentar evitar a morte conduzindo Carl pelas pinturas dos personagens que sua esposa, June, pintou. Com isso, surgem novas oportunidades e informações para evitar a morte dela.

Conforme os puzzles dentro dos quadros são resolvidos, o jogador descobre a ordem certa para impedir o acidente de carro que deixou Carl em uma cadeira de rodas e vitimou June. No decorrer desta procura, alguns itens colecionáveis podem ser encontrados, o que ajuda a acessar memórias felizes ou tristes.

 

Experiência simples e pessoal

 

Carls - Last Day of June
Last Day of June tem mecânicas muito simples e sua experiência é focada na narrativa. O tempo de jogo curto não influencia no quanto o jogador pode se emocionar com a história. Vale a pena jogar, ainda mais quando você já perdeu alguém muito importante, pois pode ser uma forma de entender como é algo que acontece com todo mundo. Não é apenas você que está vivendo este momento, mas outras pessoas e, até mesmo, os animais que conviveram com este ente querido.

Como cada jogador terá uma forma de conduzir a história, não há como contar o enredo completamente. Cada um vivenciará uma ordem dos acontecimentos, conforme os quadros que escolher.

Com muita observação, podemos resolver diversas vezes o mesmo puzzle, tentando, por exemplo, deixar de brincar com uma bola no primeiro desafio para ajudar a personagem a prender algumas malas que, de alguma forma, influenciaram no acidente. Depois de umas três ou quatro vezes, você descobre o que precisa fazer.

Sua trilha sonora acompanha muito bem os momentos e nos ajuda a entrar no clima dos cenários, a história e o design dos personagens.

 

Considerações finais

Contudo, o jogo tem um loading demorado e isso pode incomodar um pouco, pois dá uma sensação de quebra no ritmo da história. A repetição, mesmo sendo um conceito do jogo, é outro problema, pois enjoa um pouco e tem hora que dá vontade de desistir.

Particularmente, gostaria de ter conhecido melhor os outros personagens e saber como eles realmente estavam ligados ao casal principal.

Mesmo que o jogo tenha uma história excelente, esses probleminhas não poderiam ser ignorados. Para quem não curte jogos com foco na narrativa, sugiro que ignore este título. Entretanto, Last Day of June é uma ótima opção para quem curte uma abordagem diferente e sentir-se emocionado com uma história que mexa com seu emocional.

 

Ficha Técnica

 

Data de lançamento inicial: 31 de agosto de 2017

Desenvolvedor: Ovosonico

Estúdio: 505 Games

Gênero: Jogo eletrônico de aventura, Jogo eletrônico de quebra-cabeça

Plataformas: PlayStation 4, Nintendo Switch, Windows

 

 

 

 

Jornalista que gosta de joguinhos e zumbis. Filha do Wolverine com a Mulher-Maravilha. Casada com gamer-otaku e mãe de um Lord Sith.

Compartilhe a Cidade