Sua Morada Pixelada

Resenha: Press X to Not Die

Press X to Not Die é um jogo para PC parecido com um filme de terror trash e tem cenas filmadas com atores. Sua jogabilidade exige uma reação rápida, no estilo de cenas QTE (quick time event), para que seja possível seguir em frente.

O título foi desenvolvido pela All Seeing Eye Games, produtora indie de Vancouver (Canadá) e está disponível na loja digital Steam.

O enredo do jogo segue um rapaz sem nada de especial que acorda em meio a uma crise: as pessoas de sua cidade enlouqueceram e estão atacando umas às outras sem qualquer motivo e com muita fúria.

Para sobreviver, basta usar sua habilidade e seguir os comandos que aparecem na tela. O mais interessante é que você encontra outras pessoas não afetadas. Coincidentemente , quem não se tornou agressivo tinha o hábito de jogar videogame ou joguinhos de celular.

Nosso primeiro objetivo no jogo é encontrar a namorada do protagonista, embarcar no seu carro e cair fora da cidade. Contudo, sua jornada é permeada por alguns imprevistos e ataques dos outros.

O tempo de jogo é curto e você pode jogar algumas vezes e mudar suas escolhas para assistir novas cenas. Você também tem a opção de acessar nos extras a Galeria de Golpes no Saco e a Galeria de Mortes.

 

Você não pressiona apenas o X

A tecla X, apesar de constar no nome do jogo, não é a única tecla utilizada, pois outras opções aparecem. Em alguns momentos você pressiona as teclas F, E, C, Q, Z e R e também os botões do mouse.

Enquanto você tenta atingir seus objetivos, você passa por situações em que precisa apertar o “E” para desviar, por exemplo. As instruções na tela, algumas vezes, solicitam que você pressione os botões para as coisas mais ridículas e triviais, incluindo colocar o casaco e trancar a porta, agindo com o máximo de dificuldade exagerada possível.

Durante os diálogos, aparecem alternativas de respostas que geram reações diferentes conforme sua escolha.

É um jogo que zomba tanto do gênero quanto de você como jogador. Mesmo quando você falhou e morreu, sua morte é mencionada em um diálogo futuro durante o restante de sua corrida. A quantidade de vezes que você morre contribui para a sua pontuação final, que pode ser compartilhada on-line com outros jogadores. Por isso é bom pressionar os botões certos o mais rápido possível!

Alguns dos momentos mais engraçados do jogo vêm das instruções na tela ou da descrição literal das decisões que você pode tomar. Os detalhes fornecem alguns momentos brilhantes, mas o estilo de comédia pode facilmente tornar-se cansativo.

Além disso, a natureza limitada da jogabilidade significa que, na maioria das vezes, você está apenas pressionando os mesmos quatro botões e, como resultado, sua diversão depende exclusivamente da história.

Infelizmente, a história de Press X To Not Die é tão ridícula quanto algumas maneiras que você pode morrer se você não apertar os botões certos. Os personagens não ajudam a manter sua atenção.

Embora o estilo de filme B mal executado contribua para a hilaridade geral do jogo, os personagens são apenas condotes para guiá-lo através deste mundo louco e mostrar que coisas hilárias, ridículas e loucas serão lançadas em você.

Na luta final, você tem um embate com um personagem que pode ser assustador para algumas pessoas. É bem intenso, dependendo de como a figura te afeta.

Se você joga com um nível de dificuldade mais elevada, as ações se tornam mais complicadas e exigem mais teclas. O jogo tem total compatibilidade com um joystick, o que é ótimo para quem não curte muito jogar com teclado.

 

Press x to not die é pura galhofa

Para começar, o título “Press X to Not Die” teve origem em um comentário do analista Ben “Yahtzee” Croshaw durante a transmissão do programa “Zero Punctuation” do site “The Escapist” no final da década passada. Ele criticou duramente os atuais jogos que usam os QTEs e cunhou o termo “Press X to Not Die” quando escreveu uma resenha sobre “ Thief: The Dark Project”. Assim, esta expressão se tornou uma piada na internet.

Com isso em mente, um protótipo, um pouco bobinho e com duração de 15 minutos, foi criado com o uso de figuras de ação e bichinhos de pelúcia. Quem adquirir Press X to Not Die – Special Edition pode experimentar!

Em última análise, jogo é uma ótima ideia para quando você tem pouco tempo e quer se divertir descompromissadamente com a fórmula de jogos interativos. Dando boas risadas e sem levar nada a sério, você pode até se distrair jogando uma ou duas vezes antes de se cansar um pouco das mecânicas e toda a galhofa.

Data de lançamento inicial: 6 de outubro de 2017

Desenvolvedor: All Seeing Eye Games

Estúdio: All Seeing Eye Games

Gênero: Ação, Quick time event, FMV

Plataformas: PC

Jornalista que gosta de joguinhos e zumbis. Filha do Wolverine com a Mulher-Maravilha. Casada com gamer-otaku e mãe de um Lord Sith.

Compartilhe a Cidade
%d blogueiros gostam disto: