Salve-se quando quiser nos ‘Cartuchos RW’!

Já falamos dos passwords, como eles quebraram o galho do pessoal nas gerações anteriores, mas existiu uma tecnologia que conviveu por muito tempo junto: os cartuchos com memória, que permitiam que você ‘salvasse’ seu progresso. E até nisso The Legend of Zelda foi revolucionário, já que foi o primeiro jogo com essa tecnologia. Mas deixa o Link pra outra ocasião e vamos ao que interessa…

Esses cartuchos possuíam uma bateria e um espaço de memória para salvar o jogo; normalmente você podia salvar 1 ou 3 jogos (nunca vi um que deixasse 2 slots de saves; eram sempre 1, 3 ou mais!). É uma inovação maravilhosa, certo? Com certeza devia ter dominado os passwords, deixando-os bem menos populares… ou não.

‘Qual o problema com as fitas que salvam?’ perguntam os mais novos. Imagine você alugando Phantasy Star 3 do Mega Drive, 100% traduzido pela Tec Toy, jogando por 2 finais de semana consecutivos! Você vai na locadora na sexta-feira com aquela certeza de que dessa vez vai ver o final da história… Aluga o jogo, chega em casa e espeta a fita direto no console, antes mesmo do banho – sabendo que vai tomar bronca por ir jogar antes da dupla sagrada banho/refeição – e se decepciona ao saber que um outro jogador alugou a fita durante a semana e SALVOU SOBRE O SEU SAVE! E tinha outros saves lá, livres, leves e soltos…

Lembram quando eu disse que os jogos vinham com uma bateria interna, certo? A carga delas gasta, se descarrega e, por fim, acaba. E adivinha o que acontece quando esse fatídico evento ocorre? Você perde o seu save com 60 horas de jogo, com seus quase 200 pokémons e ainda vai gastar dinheiro pra poder trocá-la!

O próprio custo de um ‘hardware especial’ no cartucho (memória regravável + bateria) era um custo extra a ser adicionado em cada jogo produzido, enquanto o sistema de password podia ser feito para um jogo e replicado a exaustão para todos os outros com pequenas alterações.

A geração seguinte (32/64 bits) revolucionou mais uma vez o mercado – não só com seus jogos, mas com sistemas de save… mas esse é um assunto pra um próximo papo.

Compartilhe a Cidade

Post Author: Cidade Gamer

Sua Morada Pixelada, podcasts de games, vídeos, colunas, matérias textos, notícias e muito bom humor!