Resenha: Transformers: Devastation

Será que depois de jogos no estilo terceira pessoa, os robôs de Cybertron conseguem vencer no estilo Beat’em up? É o que Transformers: Devastation tenta responder.

Eu sou suspeito para analisar por 4 motivos: sou fã de Transformers, fã da Platinum Games, fã do estilo do jogo e por último, encantado pela nostalgia do design dos robôs da primeira geração – aquela do desenho velho que o Bumblebee é um fusca. Eis que temos um jogo alavancado pela trama básica de sempre, com mocinhos vs bandidos, Autobots vs Decepticons. Assim começa Transformers: Devastation.

Acima o Gameplay feito pela IGN que mostra a mecânica do jogo.

O cenário é o planeta terra. Você tem acesso a vários dos nossos heróis e cada um com sua habilidade e equipamentos específicos.

Seja Optimus Prime com seu machado energético ou a agilidade de Bumblebee com pistolas e rifles, o que chamou minha atenção foi isso: cada Autobot tem um equipamento básico, constituído de uma arma de combate corpo a corpo e armas de fogo. A diferença é que no decorrer das missões você encontra novos armamentos com atributos diferentes, como punhos congelantes e um lança granadas paralisante, o que fortalece a caça por melhores itens para um melhor gameplay.

Além prender você por horas, o jogo oferece uma evolução dos personagens e armas para enfrentar uma nova série de desafios.

Nesta aventura recheada de missões, o sentimento é de transformação constante. Como um ser de Cybertron, que alterna sua forma robô, seja no caminhão clássico de Optimus Prime, ou em uma outra forma, talvez um tiranossauro desenfreado do Grimlock, todos os personagens são diferentes suficientes para nos motivar a uma nova ação após o término do jogo.

Além de subir de nível com seu Autobot, você também pode investir nas armas e em suas respectivas habilidades, tornando Transformers: Devastation um dos jogos com o maior fator replay de toda a saga Cybertroniana.

Acima a demonstração de combate contra Devastator.

Os personagens evoluem com o desenrolar da história, subindo de nível, aprendendo novas habilidades com suas novas armas e tudo isso com o simples objetivo de levar o combate adiante em uma trama básica, mas é o caminho proposto pelo game que irá mexer com o fã de Transformers.

Seja encontrando os Inseticons, seja enfrentando cada Constructicons com o objetivo de confrontar o gigantesco Devastator, ou mesmo se deparar com Blitzwing – o Transformer que virá jato, tanque e robô – você é colocado em situações desafiantes comparado a qualquer jogo do gênero, mas também o posiciona no lugar onde todo e qualquer fã da franquia de robôs da Hasbro mais gosta.

 

Transformers: Devastation está disponível para Xbox One, Xbox 360, Playstation 3, Playstation 4 e PC.

Compartilhe a Cidade

Comments

comments