Vale a Pena Jogar Flinthook no Nintendo Switch? Resenha/Review

Vale a Pena Jogar Flinthook no Nintendo Switch? Resenha/Review

27 de junho de 2018 0 Por Prefeito Vivacqua

Como é bom voltar ao espaço nessa vida de pirata.

A resenha de Flinthook foi feita baseada na cópia cedida pela EMPRESA e foi jogada no Nintendo Switch em sua maioria.

Alguns ousariam dizer que o mundo está cheio de jogos do estilo roguelike, mas Flinthook chega pra provar que isso vai além de um só mundo, e que o universo é o limite para essa aventura gerada proceduralmente.

Você controla Flint, uma mistura de fantasma e pirata espacial que explora embarcações em busca dos mais diferentes tesouros, armado de seu versátil gancho, uma pistola de plasma e seu confiável dispositivo de desaceleração de tempo.

Sendo um jogo de plataforma preciso, Flinthook traz uma jogabilidade afiada e é um dos poucos jogos em pixel art 2D que exige o uso de um analógico, pois é com ele que você direciona o gancho para se locomover pelas diversas salas dos navios piratas.

Seu objetivo é como de vários outros jogos do gênero, avance, explore, ache o tesouro, colete itens para seguir para a próxima área.

No caso de Flinthook, você invade embarcações piratas em busca de tesouros e explorando as inúmeras salas, e por fim, enfrenta um mini chefe, que normalmente é uma sala lotada de inimigos, coleta o tesouro, chama sua âncora enorme e volte para o espaço.

Mas não é só isso, além de sobreviver desviando de balas, bombas, labaredas, espinhos, bruxos espaciais e aves loucas, você também ganha dinheiro de recompensa, que você usa para comprar itens novos, como melhoras no pulo, tiros mais rápidos, mais pontos de vida, menos danos para espinhos e muitos outros.

Eu já havia dedicado mais de 20 horas de minha vida gamer a versão do Steam de Flinthook, mas foi realmente no Switch que o jogo brilhou. Não há mudanças obrigatórias do console de movimento ou mesmo itens exclusivos com o visual de mascotes da Nintendo, mas há a portabilidade do console, o que em jogos de roguelike caem muito bem, pausar e recomeçar de onde você estiver. Posso afirmar isso graça as minhas 100 horas de Rogue Legacy que tive no meu Vita.

Se você busca um jogo desafiador, com a jogabilidade precisa como de algumas das fases mais frenéticas de alguns Mega Man X, Flinthook é um prato cheio que obriga a recarga depois de se perder no tempo vivendo as aventuras espaciais de Flint.

 

Flinthook

Data de lançamento inicial: 14 de abril de 2017
Desenvolvedor:Tribute Games
Estúdio: Tribute Games
Plataformas: Xbox One, Nintendo Switch, PlayStation 4 e Steam
Gêneros: Plataforma, Roguelike

Criado em um laboratório por motivos de puro luxo e inveja, Vivacqua tornou-se o inventor da internet e em seguida da primeira máquina do tempo.

Compartilhe a Cidade