Steam box pode ser o console da Valve

Valve pode anunciar o console “Steam Box” semana que vem!

Valve pode estar trabalhando em console que vai integrar a Steam
Clique para ampliar

 

Recentemente foi divulgado que a Valve – A empresa por trás do sistema mais popular de games, Steam – está considerando entrar no mercado dos Hardwares. Especificamente, há rumores de que a empresa esteja flertando com a ideia da criação de seu próprio console que poderia potencialmente ser um problema ao Xbox 360 e ao Playstation 3. O co-fundador da Valve, Gabe Newell, recentemente contou à Penny Arcade:

– Bem, se nós tivermos que vender hardware, nós iremos.

À primeira vista isso seria um tema interessante para um fórum de debate, mas nós revelamos a informação que sugere que não só a Valve vem trabalhando secretamente em um console para a sala de estar, mas também que a empresa está ativamente visando uma estratégia que colocaria a Steam no centro de um universo aberto de games que seria um reflexo do que o Google fez com o Android. Ainda na mesma entrevista que citamos acima, Newell diz que a Valve não quer, verdadeiramente, fazer o hardware sozinha, ele disse:

– Nós preferimos utilizar especialistas na fabricação e distribuição de hardwares. Achamos que é bastante importante que se isso vier a acontecer, então isso é o que iremos fazer.

De acordo com as fontes, a companhia vem trabalhando em uma especificação de hardware e um software associado que seria o início de um “Steam Box“. Os equipamentos atuais podem ser feitos por uma variedade de parceiros, e o software poderia estar prontamente disponível à qualquer companhia que queira fazer parte do game.

Pra botar lenha na fogueira, existe também um rumor que o Alienware X51 pode ter sido desenvolvido com uma especialização do sistema em mente e será retroativamente atualizável ao software.

Aparentemente reuniões foram feitas durante a CES (Consumer Electronics Show) para demonstrar uma versão feita à mão do equipamento para parceiros potenciais. As especializações básicas da Steam Box incluem um processador Core i7, 8GB de RAM e um GPU NVIDIA. Os mesmos estarão disponíveis à rodar em qualquer PC padrão, e também permitirá que rodem sistemas de serviços rivais como a Origin da EA.

Parte do objetivo de estabelecer um patamar para o hardware, é que ele dará aos desenvolvedores um ciclo de vida maior para seus produtos, com mudanças que podem chegar à cada 3 ou 4 anos. Além disso, não haverá um devkit requirido nem taxas de licenças para criação de softwares para a plataforma.

Uma enorme variedade de periféricos USB serão compatíveis com os boxes, embora tenha um controle próprio. É possível que o controle permita ainda componentes ajustáveis, o que significa que pode ser reconfigurado dependendo do tipo de jogo que você esteja jogando. Para os que ficaram de boca aberta e interessados, a Valve já havia registrado uma patente para este tipo de equipamento no último ano.

 

Protótipo do que pode ser o controle do console da Valve com parceiros
Clique para ampliar

 

O tipo de biometria que a Valve usa para testar os jogos será de alguma forma incorporada à esses equipamentos. As fontes dizem que o feedback da biometria em tempo real usada em games será uma mudança radical para os usuários. De forma sucinta, o sentimento que passa é de que: “Você não olhará mais para trás.” Esses equipamentos biométricos podem chegar em forma de pulseira, ou parte do controle padrão.

Os consoles também se beneficiarão do modo “Big Picture” da Steam, uma característica que a Valve trouxe no ano passado à GDC (Gamer Developers Conference), mas ainda está para lançar ao público. De acordo com uma publicação da empresa em 2011 “Com o Big Picture Mode, as oportunidades em games para os parceiros e clientes da Steam se tornarão possíveis via PC’s e Macs exibidas em qualquer TV ou computador na casa.”

A peça mais interessante deste quebra-cabeça pode estar relacionada à confirmação. Segundo as fontes, o Steam Box não pretende destruir os consoles atuais. Muito pelo contrário, a Valve quer ter a Apple e os produtos que estão por vir de sua nova Apple TV. Newell respondeu à questões sobre a estratégia da Apple, dizendo ao The Seattle Times:

– No lado da plataforma, é meio ameaçador que o mundo pareça estar se afastando de outras plataformas abertas – finalizando ao dizer – Eles construiram uma coisa brilhante e luminosa que atrai usuários e depois eles controlam o acesso das pessoas à essas coisas.

O Steam Box pode ser revelado na GDC, embora também tenhamos ouvido que a empresa possa esperar até a E3 deste para mostrar no que eles vêm trabalhando.

Uma coisa é certa: Se esses rumores forem corretos, num futuro próximo poderemos estar no centro de uma épica batalha para controlar as nossas salas e quartos. É claro que toda essa informação foi coletada de diversas fontes, e que pode haver muitas mudanças que nós não podemos ver. Muitas dessas informações podem mudar.

Como sempre informamos, o morador pixelado sempre ficará sabendo no momento em que a notícia for confirmada e/ou o console for apresentado. Fique ligado no Pixel Diário para mais!

 

Fonte: www.theverge.com

 

Compartilhe a Cidade

Post Author: Renan Klopper

Paperboy da Cidade gamer, jogando notícias nas suas caixas de correios. Nem sempre acertando mas sempre tentando. Afinal, o que é uma vidraça quebrada perto de uma notícia bem dada?