Vita não deve investir tanto em ports

A proposta de marketing do Vita cita “jogos de console” num portátil repete a campanha inicial do PSP, admitiu John Koller, vice presidente de marketing para portáteis e consoles.
O Vita, de certa maneira, aprendeu com os erros do PSP

“O problema que aconteceu com o PSP foi que houve um excedente de ports,” Koller disse ao Gamasutra.
“Ficou muito difícil para nós definirmos o diferencial do PSP. O desenvolvimento de conteúdo se tornou desestruturado e descentralizado, por causa disso houve muito conteúdo que estava disponível no PlayStation 2 e foi jogado no portátil.”

A Sony está recomendando às publishers que criem conteúdo exclusivo para o Vita, citando a Ubisoft com Assassin’s Creed 3: Liberation ou a Activision com Call of Duty: Black Ops Declassified, ao invés de ports.

“A mensagem é similar [entre o PSP e o PS Vita], mas eu acho que o resultado vai ser bem diferente.” Koller disse.

Fonte: www.joystiq.com

Post Author: Victor Haratani